Windows 11: Saiba tudo sobre o novo Sistema Operacional

A Microsoft finalmente anunciou a data de lançamento do Windows 11: 5 de outubro. Quem terá direito a atualização gratuita? Quais são os requisitos para realizar a update? E o que mudou em relação ao Windows 10? Saiba tudo sobre o novo sistema operacional.

Pouco mais de 6 anos após o lançamento de seu antecessor, o Windows 11 foi finalmente confirmado e trouxe várias novidades e melhorias em relação ao Windows 10, se destacando pelo visual e performance garantidos pela Microsoft. Ele será disponibilizado gratuitamente para todos os usuários que já possuem a licença do Windows 10 e será possível realizar a atualização da mesma forma de quando foi feita do Windows 7/8 para o Windows 10, isto é, sem a necessidade de gravar a .iso em um pen drive.

A principal novidade do Windows 11 é o visual. A interface do sistema ficou mais moderna, lembrando um pouco o visual do macOS e interfaces gráficas do Linux por causa do Menu Iniciar centralizado. O novo design possui novos ícones, telas translúcidas, janelas com cantos arredondados e um aspecto mais limpo.

O Windows 11 também oferecerá diversos temas (incluindo modo escuro), possibilitando que o usuário personalize o sistema operacional a seu gosto. Outra novidade é o novo painel de widgets completamente personalizável, no qual será possível definir itens para visualização rápida, como previsão do tempo, noticiário etc.

Windows 11 será gratuito, mas seu PC precisa atender aos requisitos mínimos — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Apesar do Windows 11 ser gratuito para usuários que já possuem a licença do Windows 10, isso não significa que todo computador com Windows 10 irá aceitar o Windows 11. Confira os requisitos mínimos divulgados pela Microsoft:

  • CPU 1 GHz e 64-bits, com dois núcleos.
  • 4 GB de memória RAM.
  • Compatibilidade com DirectX 12 e WDDM 2.x
  • Monitor com resolução HD (1280 x 720 pixels), maior do que 9 polegadas.
  • Suporte ao “Secure Boot”.

Para usuários que não possuem um computador com os requisitos, é recomendado continuar utilizando o Windows 10, visto que Microsoft continuará prestando suporte e atualizações para ele até 2025.

O anúncio dos requisitos causou polêmica entre os usuários do Windows por conta da exigência do chip de segurança física TPM 2.0, que não está disponível em todos os modelos de placa-mãe, apenas nos PCs mais caros e avançados.

Porém, para “burlar” esse requisito será possível realizar a instalação do Windows 11 em computadores que não possuem o TPM 2.0 através da imagem .iso e um pen drive bootável.

Loja de apps ganha nova interface gráfica e capacidade de encontrar e instalar apps de Android no Windows 11 — Foto: Divulgação/Microsoft

Outra grande novidade do Windows 11 é a Microsoft Store, que possui uma interface gráfica completamente nova e que executará de forma nativa os aplicativos Android, isso significa que não será necessário a instalação de emuladores para rodar os apps.

Os desenvolvedores também serão beneficiados com essa nova atualização, já que agora será possível coletar 100% das receitas geradas pelos seus apps na plataforma.

Xbox Game Pass será parte do Windows 11 — Foto: Divulgação/Microsoft

Para os amantes de jogos igual eu, o Windows 11 oferece diversos recursos importantes para a experiência gamer se torne ainda melhor, como por exemplo o Auto HDR, que aplica a tecnologia HDR em games que não possuem esse recurso por padrão, realçando cores e contraste de forma significativa em telas que suportam a reprodução com maior profundidade de cor.

O sistema operacional também possui o recurso DirectStorage da Microsoft, presente nos seus novos consoles. Se o seu PC possui um SSD NVMe, já pode esperar um carregamento muito mais rápido do que o normal. O Xbox Game Pass também estará disponível, permitindo a integração dos jogos entre Xbox e PC.

E você, o que achou do Windows 11? Está ansioso para realizar a update ou vai continuar com o Windows 10?

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram